Instituição

 

O MAPS – Movimento de Apoio à Problemática da Sida é uma associação sem fins lucrativos que surgiu, em meados dos anos oitenta, do movimento informal de um grupo de pessoas voluntárias para apoiar a comunidade seropositiva.

Foi legalmente constituído a 13 de Maio de 1992 tendo obtido estatuto de Instituição Particular de Solidariedade Social em 03 de Dezembro de 1993 com registo na Direcção-Geral de Acção Social sob o n.º 20/93 a fls. 78 do livro n.º 1 das instituições com fins de saúde, publicado no Diário da República III série n.º 71 de 25/03/94.

O MAPS tem como objecto a prestação de serviços à comunidade no âmbito das problemáticas do VIH/Sida, sexualidade, toxicodependência, sem-abrigo, migrantes, minorias étnicas, grupos discriminados e outras problemáticas de emergência social, promovendo serviços nas áreas de prevenção, tratamento e inclusão social de indivíduos afectados pelas problemáticas que intervém, na perspectiva do aumento da esperança de vida e de realização dum projecto de vida pessoal.

A sua intervenção estende-se a toda a região do Algarve, abrangendo a maioria dos concelhos da região, tendo equipamentos sociais localizados estrategicamente nas regiões de Faro, Quarteira e Portimão. Ao longo dos anos tem vindo a desempenhar trabalho na concretização da sua missão junto da comunidade, desenvolvendo, fomentando e assegurando a prestação de serviços.
O MAPS intervém no sentido de um relacionamento próximo e directo com a sua população alvo, assumindo uma atitude expansiva através da disseminação de boas práticas. Ao nível do apoio e dos serviços, o MAPS pretende a sua consolidação e estabilização, garantido um limiar mínimo de exigência qualitativa, através da especialização no âmbito da sua missão.

O MAPS pauta-se por um nível de excelência técnica, sendo exigido elevados índices de formação, competência e responsabilidade a todos os seus colaboradores.

Missão

Desenvolver, fomentar e assegurar a prestação de serviços à comunidade, no âmbito das problemáticas do VIH/Sida, sexualidade, dependências, sem-abrigo, migrantes, minorias étnicas, grupos discriminados e outras problemáticas de emergência social, contribuindo para o tratamento, desenvolvimento, integração e inserção social, prevenção e sensibilização para as problemáticas de intervenção, bem como, a formação e valorização humana, de modo a transmitir os seus valores a quem se envolva com o MAPS.

Visão

Ser uma instituição de referência, reconhecida e certificada pela qualidade dos seus serviços, consolidando as suas respostas sociais e projectos, actuando de uma forma proactiva às necessidades emergentes da comunidade, num imperativo ético de que todos têm direito a uma vida condigna. Ser um marco na contribuição do combate à propagação do VIH/Sida e contribuir, significativamente, para a erradicação dos problemas sociais alvo.

Valores

  • Responsabilidade Social
  • Solidariedade
  • Ética
  • Dedicação
  • Profissionalismo
  • Envolvimento
  • Justiça Social
  • Integridade
  • Ambição
  • Transparência
  • Eficácia
  • Colaboração
  • Participação
  • Unidade